4 de jul de 2007

A Liberdade é Azul (e a “elite” também!)

Acabei de voltar de um fim-de-semana em Parintins. Fui a convite da Secretaria de Cultura de Manaus, que tem como secretario da cultura Robério Braga, que já conheço há 9 anos desde o III Festival Amazonas de Opera. O festival de Parintins, para quem não conhece é uma espécie de carnaval com apenas duas escolas e duas cores: Caprichoso/Azul e Garantido/Vermelho.
Na foto ao lado temos a "tropa-de-elite" em ação!

Ao contrário do clima de disputa que estamos acostumados a assistir em desfiles de escola de samba o que vemos no “bumbodromo” é uma guerra acirrada que divide todo o estado do Amazonas em azul e vermelho e desperta a mais profunda paixão nos admiradores como se fosse um clássico futebolístico ou uma questão de sobrevivência! Juro, não estou exagerando, a primeira coisa que eles querem saber é se você já se decidiu pelo “povo”/Garantido ou pela “elite”/Caprichoso! Huuummmm difícil...

Pior ainda pra mim que não me sinto atraído por manifestações folclóricas de nenhuma espécie, prefiro ter comigo os estudos que Mario de Andrade fez nas suas temporadas pelos quinhões do Brasil afora descobrindo a origem de quem realmente somos sem tomar partido de nada e ninguém.

Devo confessar que fiquei impressionado com a dedicação que os discipulos tem com seu boi mostrando em 3 dias apresentações extremamente trabalhosas e participativas, até mesmo com a cidade em black-out e embaixo de uma tempestade diluviana tanto o “povão” quanto a “elite” não arredaram o pé da segunda noite do evento (que por decisão do júri e das escolas foi cancelada para pontuação, valendo apenas a abertura e o encerramento).

O Festival - que acontece desde 1966, em 1965 não houve disputa - esta um pouco “engessado” em dezenas de regras que seria bom alguém aplicar um “choque de gestão” (termo tão caro para muitos políticos hoje em dia) na sua estrutura de apresentação. Explico melhor:

- a apresentação se passa dentro de uma arena (que fiquei sabendo depois seria em formato de boi! Huuummmm, não passou! Alguém precisa avisar o arquiteto urgente, nunca é tarde demais! Niemeyer esta até hoje construindo os piores teatros e museus do Brasil e as vezes – poucas!- assume que errou, ou seja existe esperança) mas os bois focam é onde estão os jurados, reduzindo um espaço de 360˚ para um apertado palco italiano!

- com isso tanto o “povão” quanto a “elite” que ensaiam durante um ano coreografias e musicas (a “galera” conta pontos também, aliás enquanto um boi desfila a torcida adversária fica sentada em silêncio e no escuro durante 2h30!!!!!Disciplina budista perde!!!!) não vê mais da metade das alegorias do seu boi! Isso é o que na yoga chamamos de desapego da matéria, mas no meio da folia é um pouco demais né?!

- outra coisa é a presença de um narrador que vai animando tudo e todos aos berros, como se estivesse em um rodeio, e antecipando os “efeitos” da cena: uma alegoria que entra, um destaque que desce preso por cabos do alto de uma serpente de 15 metros e, como se fosse uma reecarnação do Rei Leônidas conduzindo seus 300 soldados espartanos, beeeeeeerrrrrrrrraaaaaaa até não lhe restar mais fôlego para a galera bater palmas!!! Sorry, no primeiro dia tive que procurar abrigo longe das caixas de som e fugi feito um persa condenado a ter os tímpanos estourados!

A solução para essas pequenas coisinhas sem descaracterizar a festa, que é de origem popular mesmo, é cênica! Fazer um roteiro dramaturgico mais conciso, utilizar melhor o espaço de arena, redimensionar alegorias, redistribuir músicos, etc. Ou seja, o difícil já esta feito e o publico ama e aprova, mais tenho certeza que pode ser muuuuuuiiiiiiiiito melhor galeeeeeeeeeeeeera!

O placar do “jogo” deste ano deu “elite”, depois de 42 anos de enfrentamento temos o seguinte resultado:
- Garantido(26) x Caprichoso(17)

2 comentários:

Carmen disse...

Adorei as comparações a Leônidas (o Rodrigo Santoro tava uma diva, né?), aos espartanos e aos persas... hahahaha!!

Para mim o festival é o máximo!! Eles lá em Parintins e eu aqui com a televisão desligada... hehehehe! E o melhor de tudo é que esvazia a cidade e o trânsito fica maravilhoso!!

Jony Clay disse...

Mas o que eu queria saber era só o seguinte: tu és Garantido ou Caprichoso??

Hehehehe!

E, se não fossem os problemas de acomodação e de falta de água, tu ias te jogar na boidalação??

No mais, adorei as sugestões, vou mostrar pra Mazé e ver se ela cita teus comentários em uma crônica, ou algo do tipo!

É isso! Parotudo fia!

Bjaum!
=*