7 de jul de 2007

O Cânone da Razão Pura e Otras Cositas Mas

Todo artista sabe, ou pelo menos tem noção, da importância da Estética em seu trabalho. Para quem foi um pouco mais a fundo fatalmente caiu em nomes como Aristóteles, Kant ou Schiller em busca de teorias que embasassem suas atividades artísticas conceituais. Pois bem, Schiller não se baseia em Aristóteles e sua “Poética” para elaborar a sua teoria sobre a estética da arte e sim em Kant, o filosofo frágil e atormentado tão caro para a modernidade.

“Sobre a Arte Trágica”, escrito e 1792, Schiller faz um estudo sobre a modernidade e as características da cultura de uma época em que envolve a relação da arte com a moral e questiona filosoficamente, com base em Kant, a liberdade na arte. Mesmo com uma importante produção filosófica Schiller se destacou para o mundo como em dos maiores dramaturgos alemães, e olha que ele era contemporâneo de Goethe – aliás tem um livro ótimo com as cartas que eles trocavam com freqüência.
Fiz esta introdução depois que vi no “NYTimes” de hoje uma matéria sobre o espetáculo “Wallestein” que estreou em Berlim (foto acima) com direção do über-director Peter Stein. Satisfazendo o desejo de Schiller a montagem do espetáculo conta com as suas 10 horas originais na íntegra e com 4 intervalos. Stein nem se surpreende com a duração da peça, ele que já dirigiu em 1971 um “Peer Gynt” genial com 6h30, uma “Oresteia” de 9h de duração em 1980 e numa tacada olímpica assinou em 2000 o épico Goethiano “Faust”, com 21 horas de duração!!! Sempre envolvido em mega-projetos Stein nem pestaneja em declarar:
- “I have a certain experience with them.”

Quem somos nós para duvidar né?! Ancorada pelo astro Klaus Maria Brandauer (“Mephisto”, “Out of África”, etc.), “Wallestein” consumiu 4.9 milhões de euros - cerca de 6.6 milhões de dólares – numa produção do Berliner Ensemble, o antigo teatro de Bertold Brecht, o espetáculo foi deslocado para uma fábrica próxima da sede do Berliner devido ao gigantismo da encenação, com mais de 80 atores em cena e uma estrutura cenográfica bem complexa.

Para quem não leu este catatau - cânone da língua alemã - eu digo que se trata de um evento especifico da historia européia que deixou uma cicatriz profunda na Alemanha, trata-se da Guerra dos 30 anos (1618-1648), uma série de desentendimentos entre católicos e protestantes envolvendo metade dos europeus, reinados e toda uma política internacional em busca de acordos que mudaram o comportamento social e econômico de toda a Europa.

Só pra não dizer que sou pedante temos sim o nosso “gênio-pau-brasil” Zé Celso com seus 5 dias de “Sertões” e que também ‘causou’ na terra de Schiller. A diferença é - como comecei lá em cima - Estética (com “E” maiúsculo por favor, para não confundirem com “bonitinho”). Ao contrário do teatro do Zé, Stein não transforma toda a sua carreira em homem de um espetáculo só, repensando em cada montagem a nossa existência, responsabilidades, erros, escolhas, falhas e fragilidades. Para Stein o que importa não é sua personalidade mas os fragmentos da historia a ser contada e como contextualizá-la nos nossos dias.

Sua crise é a mesma que deveria nortear todo artista maduro.


Também no "NYTimes" tem a estréia da nova peça do diretor Anthony Minghella, você sabe ele dirigiu no cinema “Cold Mountain”, “O Paciente Inglês” dentre outros filmes e você não sabe ele assinou a ultima produção no Metropolitan da opera de Puccini “Madama Butterfly”.

Minghella não só dirigiu como também escreveu “Politics of Passion” (foto acima), trata-se de dois textos curtos: “Hang Up” e “Cigarettes and Chocolate”, o primeiro era uma peça de radio dos anos 80 da BBC, ambos tem como tema a incapacidade de comunicação e a inadequação das palavras em situações cotidianas. “Politics of Passion: Plays of Anthony Minghella" esta no Atlantic Stage 2, no distrito de Chelsea/Nova York.

Tá aí minha dica para as férias caso você pretenda visitar Nova York ou Berlim, enjoy and auf wiedersehen!

Vê lá: http://theater.nytimes.com/pages/theater/index.html

Um comentário:

ER disse...

LUXO!

Tentarei os ingressos. Qtos? Thanks for the info.

kisses all around your heart