19 de ago de 2007

“A igualdade é colorida"

O titulo acima vem do artigo publicado hoje na Folha de S.Paulo assinado por Marco Aurélio Mello, Ministro do Supremo Tribunal Federal, em que defende o fim da homofobia no Brasil. Quantificado em aproximadamente 18 milhões de cidadãos, considerados de segunda categoria, que são vitimas de preconceitos, discriminações, insultos e chacotas.

Lembro que o Ministro Marco Aurélio foi um dos primeiros a se manifestar depois da desastrosa atitude do juiz que recusou o “caso Richarlyson” (já comentei aqui embaixo), no texto ele nos lembra da atitude moderna do Judiciário gaúcho, “havendo sido o primeiro a julgar ações ligadas a vínculos homoafetivos na vara de família, e não na cível”, afirmando que a jurisprudência vem avançando.

“Em São Paulo, permitiu-se que dois parceiros adotassem quatro irmãos. Em geral, no entanto, só um adota -a lei permite que solteiros o façam-, em prejuízo do adotado, que perde o direito à proteção conjunta.” Também chama a atenção às mudanças das legislações municipais, que no seu entender mostram mais adequadas às transformações sociais. Fala ainda das mudanças no INSS no tratamento de pensões e planos de saúde, na participação da sociedade em organizações que visam a visibilidade da causa homossexual e conclui que o Brasil esta vencendo a guerra desumana contra o preconceito!

É isso ai! Tirando o fato que o cara é primo de Fernando Collor (ninguém escolhe parente, certo?), pode-se dizer que ele é um ‘rebelde’ dentro do STF, tem fama de chato por sempre desafiar seus pares com um ponto de vista novo ou simplesmente divergente.

...

Direto de Belém:


Least but not last, hoje rolou a " Parada Gay de Belém", com público estimado em 300 mil pessoas, ainda a esta hora ouço ecos de carimbó e Ivete Sangalo (a musa da seleção, da parada, do funeral, do baile de debutantes, das bodas...) na praça em frente ao Theatro da Paz. As finas não foram, as bonitas ficaram em casa, os hóspedes do Hilton assistiram, literalmente, atrás das grades (já que o hotel se cercou com grades para maior ‘conforto e segurança’ dos hospedes!) e eu fiz a ‘turista-de-calçada’ fotografando o ‘bafo’.
Arriba as 'mina', abajo os 'mano'! Ui!

Um comentário:

ER disse...

Hon,

Estava super atrasado na leitura.
kkk

Nossa! 300.000 bees???

Qdo volta? Volta logo...

Miss yaaaa
xoxo