9 de ago de 2007

Saudações Tricolores!

Alguns amigos meus não entendem porque eu gosto de futebol, e pior não acreditam que eu tenho coragem de ir a estádios sozinho! Até consigo entender os motivos que levam o nosso presidente corintiano a rechear de parábolas futebolísticas –bem pobres, diga-se – seus discursos populistas. Pra dizer a verdade aprendo muito mais com uma simples partida do que com muito espetáculo que tenho assistido ultimamente.

O futebol me ensina a importância de um bom diretor (técnico) com o seu ‘elenco’, que tática ele usará contra determinado adversário, qual a surpresa que ele guarda numa cobrança de falta ou escanteio, que 'cobrança' ensaiada assistiremos para surpreender quem já sabe como o outro joga! Como o grupo se organiza em campo e se alterna em posições, desequilibrando marcadores e como ter paciência e disciplina para brilhar num gol.

Por essas e por outras Lula gosta de usar motivação futebolísticas para incentivar sua ‘turma-de-varzea’, e se você que esta lendo isso dirige qualquer grupo, seja de teatro, de advogados, de alunos ou de empresários sabe que, vendo por este ângulo, uma partida de futebol é bem melhor do que algumas centenas de páginas de auto-ajuda.

Nesta quarta-feira meu time, São Paulo (lógico!), alcançou a liderança do Campeonato Brasileiro vencendo o Botafogo por 2x0 em pleno Maracanã num jogo duro, violento e preconceituoso (por parte dos cariocas, sem bairrismos, please!). Os melhores – PIORES – momentos reprisados nos programas de esporte foram, além dos gols, uma verdadeira sessão de ‘vale-tudo’ em campo. O são-paulino Reasco saiu de campo carregado numa maca com uma fratura na tíbia (popularmente conhecida como ‘quebraram a perna do cara!'), num lance criminoso o botafoguense Túlio conseguiu a façanha de acertar, propositalmente, um chute na cara do Leandro e, óbvio, foi expulso.

O camisa 9 fez um gol de cabeça (com um curativo escondendo 5 pontos no supercílio, de um choque numa partida anterior) e Leandro, minutos depois fez um puta gol (a superação na adversidade, lembram?) e fim da historia. Agora sabe como o adversário reagiu ao final da partida? Entrevistados em campo, mais de um jogador chegou a dizer que a imprensa paulista tinha ‘pilhado’ o jogo, que o juiz tinha sido ‘comprado’ por paulistas, e bla-bla-bla. Ah,esses cariocas não aprendem mesmo...

...

E sabia que o Richarlyson (ai ao lado) vai enfrentar até o juiz? Não, não é dentro de campo é juiz de direito mesmo! Um dirigente do Palmeiras, dias atrás num programa de tv, disse que ele era gay, ele se ofendeu entrou com uma queixa contra o cara e o juiz arquivou a queixa-crime com o argumento de que futebol é “esporte pra homem viril e que o homossexual tem que procurar seus direitos em outras instâncias ou mudar de profissão”! Uaaau

O são-paulino quase ia desistir desta patacoada toda quando pensou bem e achou que “é preciso acabar com todo tipo de preconceito, seja por questão sexual, de raça ou de credo”. E mais, sabe o que o incentivou: foi um trabalho que ele esta fazendo para a faculdade de Educação Física, é sobre ‘Etnocentrismo’ (tendência do homem de menosprezar outros povos). Você sabia? Eu não, aprendi acompanhando futebol!

...

Direto de Belém:

Acabou domingo “O Guarani”, com 3 récitas absolutamente lotadas e ovacionadas, quem não conseguiu ingresso pôde assistir por telões espalhados em diversos pontos da cidade. Tudo!
Adriane Queiroz, belenense-berlinense, queridinha do maestro divo Barenboim (e que também acabou de gravar um disco com o über-maestro-compositor Pierre Boulez), estava deslumbrante e muito segura, já quanto ao senhor que fez o índio Pery, teve um ataque de ‘tenorice’ desde a caracterização do personagem (se recusou a ter o corpo pintado e depilado!) até conseguir a antipatia da orquestra, regente, diretor cênico e outros mais, o resto é pra me perguntar num bar depois da segunda caipirinha que eu conto!

Sei que a versão de ‘museu’ (acima em foto de Elza Lima, iluminado 'per me'!) do William Pereira foi bem recebida e aplaudida, mesmo para quem esperava uma encenação tradicional de um enredo absurdo e as vezes nonsense como este! Just opera honey!

Em breve minha “La Cenerentola”! Ui...

2 comentários:

josé sarney disse...

RICHARLYSON E SPFC SÃO MAIS PIORES POR QUEIMADOS ROSCAS DOS FILMES.
TORCIDAS INDEPENDENTES E DRAGÕES DA REAL GOSTAM ESTRAGAR NAS FESTAS DO MORUMBI GAIOLAS DAS LOUCAS,MAS SPFC VÃO SEGUNDAS DIVISÕES DOS LIBERTADORES,FIFAS,BRASILEIRÕES E PAULISTÕES,RESTO NA SOBRA DAS PARADAS GAYS 2008.

viralata disse...

hauahuaha!!!! Da onde surgiu isso? Escrevo a mil anos atrás e vem o cara HOJE dizer isso????? Tenho certeza que é um adolescente corinthiano!
Querido 'sarney' bejitos no bigodón e gracias pela visita!!! By the way, eu sou gay sim! hahahahahah
Cada uma...