13 de set de 2007

E agora?

Então é isso mesmo Renan Calheiros foi absolvido graças ao PT e os seis votos de abstenção, o que é a mesma coisa. Aquela pancadaria entre deputados, com mandatos para assistir a sessão, e seguranças do senado foi triste e mostra o baixo nível da ‘carteirada’ que o Sr. Raul Jungmann (PPS-PE) quis aplicar. Afinal onde já se viu um deputado enfrentar um segurança com violência e não esperar que o pobre coitado reaja? Saiu barato para Jungmann, ele poderia ter levado uns safanões para cair na real!

Safanão também para os Srs. Suplicy e Delcídio, já que só ontem eles caíram na real e foram ao Supremo exigir que a sessão fosse aberta! Como assim? Depois de tanto tempo, por que esperaram tanto para tomar esta decisão? É bonito procurar a imprensa para deixar claro que não faz parte da corja dos que se abstiveram, mas por favor dar uma de herói no meio do incêndio! Hummm

Tereza Cruvinel, colunista de política do jornal “O Globo” numa entrada ao vivo pela GloboNews acertou mais uma vez: a instituição do Senado não acompanhou os novos tempos como a evolução do regime dos seus pares no Congresso Nacional, as crises senatoriais são resolvidas nos conluios de apadrinhados coronelistas! O “excesso de democracia” que Renan acredita ser o seu infortúnio ainda nem começou, agora depois desta etapa espera-se o seu afastamento para que a vida volte a brilhar, e que todos esqueçam deste dia.

Só uma coisinha: será que com o tanto de dinheiro desviado, lavado, jogado em bois, açougues, ‘filha-não-contabilizada’ e tal, não dava pra comprar um sofazinho menos vagabundo pra Sra. Monica?

Nenhum comentário: