30 de out de 2007

Que novela que ela faz?

Björk, uma saltenha Boliviana ou uma espécie de Turandoida?

Dei mais uma cabulada na Mostra e fui ver minha musa Björk no Tim Festival; e não é que eu não gostei! Quer dizer, se fosse no Auditório Tim - onde foi o show do Antony - eu ia amar do começo ao fim, mas naquele espaço (onde eu já tinha assistido os meninos dos Strokes em 06) não rola o tipo de espetáculo que a fofa propõe. Como ela teve a coragem de cantar acompanhada apenas por um cravo! E outra, precisava cantar “Jóga”, a única faixa que TODOS nós pulamos do álbum “Homogenic”?

Vestida com um parangolé multi-étnico, parecia uma Boliviana para uns (gracias Andréia!) e uma espécie de Turandoida para outros (Franco! Ahahahah) com cenários pseudo-antropológico influenciado nitidamente pelo seu marido (Matthew Barney, que consegue ser mais conceitual do que a própria!) Björk se trumbicou ao não seguir a máxima do Velho Guerreiro e deixar de se comunicar com um público tão diverso e louco por diversão. Acabou o show sendo taxada de chata (o que foi!) pela maioria e só agradou seus fãs mais fundamentalistas, né Marcelinho?!

Fica pra próxima!

Nenhum comentário: