30 de nov de 2007

Mala educación


Boa, mas muito boa mesmo a Sabatina da
"Folha" com a psicóloga e educadora Rosely Sayão.
Em resumo:
não tem como piorar! A escola acabou virando uma extensão da casa de seus alunos, perdendo a função de educar para a vida pública.


Alguns trechos:
- Professores e pais pensam e agem de maneira muito semelhante.
- A partir dos anos 90, a escola começou a anunciar que ela era a segunda casa (...) A função da escola é fazer a passagem da vida privada para a vida pública.
- A vida pública é cada vez mais privada, jovens adultos evitando o contato das pessoas nas ruas.

- Os pais ensinam os filhos que eles têm muitos direitos e poucos deveres.

- A função dos pais não é entrar nos segredos dos filhos. Aliás tem coisas que é melhor não saber mesmo.

- O jovem vê a sexualidade como performance corporal (...) não é mais o contato de proximidade de intimidade com uma pessoa.
- Cresce o número de jovens que querem entrar na faculdade e depois não sabem o que fazer (...) É mais difícil viver hoje porque não há adultos que estimulem essa visão crítica do jovem.
- Criança não precisa de limite, precisa é de adulto (...) Nós é que não exercemos bem nosso papel.
...

Pena que o vídeo da palestra está disponível apenas para assinantes, vale a pena dar uma olhada. Se você não assina pode dar uma lida no Blog da moça e acompanhar a nossa decadência diariamente.
Vê lá: http://blogdaroselysayao.blog.uol.com.br/

2 comentários:

Homossexual e Pai disse...

ás vezes nãoentendo se a rosely é otimista ou pessimista!
abs

viralata disse...

Acho que pessimista, mas com um certo otimismo realista!Ou seja, estamos fudidos mesmo hein! heheheh
Abs