29 de nov de 2007

Viva a Vaia!

O Festival de Cinema de Brasília 'consagrou' Julio Bressane com uma vaia monumental para a sua "Cleópatra"! Monumental também foi a baciada de prêmios que a produção levou, 6 no total incluindo melhor filme e atriz para Alessandra Negrini. Ui! Isso tá parecendo armação da Taís!
Bem, não vi e não gostei, com Bressane parei no clássico de 1969 "Matou a família e foi ao cinema" e tá bom demais. Sua 'inquietação' não me interessa, sua linguagem é ultrapassada e não me desperta nada, tenho preguiça só de ver estas bijouxs de quinta e esse figurino esvoaçante de sua "Cleópatra"! E vamos combinar que só por contracenar com Falabella (e com este modelito) Negrini merecia o Nobel da Paz!

...

Já o Prêmio da Crítica de Melhor Ator para Eucir de Souza em "Meu Mundo em Perigo", também não vi mas já gostei, parece merecidíssimo para esse ator que sempre buscou no teatro (e de uns tempos prá cá no cinema) novos desafios para sua carreira!
Pude dirigí-lo na minha primeira peça profissional e sei do que estou falando, contar com Eucir num elenco é ter a certeza de uma boa parceria!
Parabéns.

Um comentário:

Anônimo disse...

Júlio Bressane é o nosso Manoel de Oliveira, ou seja, intragável!
Beijos,
Miguel