27 de dez de 2007

BENAZIR BHUTTO (1953-2007)

Publiquei ontem na minha retro-07 "Internacional" que um dos destaques da imprensa de conflito era as 'patacoadas' de Musharraf, presidente do Paquistão. Um amigo acaba de me alertar sobre o assassinato da ex-premiê Benazir Bhutto. Choque! Desde a sua volta ao país, neste ano, que se espera que algo do tipo aconteça.

2008 já começa com um velho-novo conflito no mapa, os olhos do mundo estarão voltados agora para o Paquistão e o reflexo deste atentado já guia uma nova crise internacional, sabe por quê?
O Paquistão está naquela zona 'fundamentalista' do Afeganistão, possui armas nucleares e entrará em mais uma guerra civil. Fato!

Disse aqui embaixo que o "Livro do Ano" pra mim foi o calhamaço de mais de mil páginas de Robert Fisk, "A Grande Guerra da Civilização", lê-lo me fez entender a estupidez cíclica que rege a 'política de guerra'.
Os EUA apoiaram Musharraf, acreditando (ou não) numa virada democrática com a sua eleição, pfui! Se viu de rabo preso com mais um ditador canastrão.
Agora apoiou a volta de Benazir e via com bons olhos sua candidatura às eleições de janeiro, o resultado você lê agora.

Nenhum comentário: