9 de dez de 2007

de artista e louco todo mundo tem um pouco

O mundo, no qual nascemos, sofre de século e meio de renúncia e de violência (...) A ruína dos ideais clássicos fez de todos artistas possíveis, e portanto maus artistas. Quando o critério da arte era a construção sólida, a observância cuidada de regras - poucos podiam tentar ser artistas, e grande parte desses são muito bons. Mas quando a arte passou de ser tida como criação, para passar a ser tida como expressão de sentimento, cada qual podia ser artista, porque todos têm sentimentos.
...
(...) Assim há dois tipos de artistas: o que exprime o que não tem e o que exprime o que sobrou do que teve.

Fernando Pessoa em "Livro do Desassossego"
®Foto de Lilya Corneli

Nenhum comentário: