11 de dez de 2007

"Good times bad times"*

*In the days of my youth, I was told what it means to be a man, Now I've reached that age, I've tried to do all those things the best I can. No matter how I try, I find my way into the same old jam. (...) I know what it means to be alone, I sure do wish I was at home. I don't care what the neighbors say, I'm gonna love you each and every day. You can feel the beat within my heart. Realize, sweet babe, we ain't ever gonna part.

Parte da letra de um clássico de 1969 que abriu agora a pouco o show de reencontro do Led Zeppelin em Londres. O guitarrista Jimmy Page, o cantor Robert Plant e o baixista John Paul Jones, fundadores do grupo (John Bonham, o baterista, teve uma morte tão patética quanto a de Mama Cass, vocalista do "The Mamas and the Papas", o que fez com que o grupo acabasse) deixarão para sempre marcas indeléveis na vida de quem viveu ou se 'inspirou' nos loucos anos libertinos!

E eu digo pra manchete de capa da "Folha" de ontem: "Vovô o caralho!"
Cada retorno, não importa o motivo, do Zeppelin será sempre bem vindo, ainda mais quando os caras fazem o maior sucesso nas suas carreiras solos. Vocês já ouviram a parceria de Plant com Alison Krauss no album "Raising Sand" lançado neste ano? NÃO?!
Putz, corra mano, corra!

Nenhum comentário: