31 de dez de 2007

OLAIR COAN (1959-2007)

Luiz Damasceno e Olair Coan (na cadeira) em "A Última Viagem de Borges", dirigido por Sérgio Ferrara.

Tristeza e dor ainda marca este ano que teima em não terminar.
Estou consternado com a notícia da morte do meu amigo Olair Coan, diretor, excelente ator e homem de teatro! Tive o prazer de desfrutar de sua companhia em dois espetáculos que assinei a luz ambos com direção de Sérgio Ferrara, sua interpretação de uma travesti a beira da morte em "Pobre Super-Homem" era comovente, assim como o seu Funes em "A Última Viagem de Borges".
Olair ia passar o fim de ano com seus familiares no interior quando bateu numa carreta (já acidentada) parada na Rodovia Castello Branco. Sua morte foi imediata.
Para quem cuida das criminosas rodovias brasileiras Olair vai virar estatística, para nós amigos, artistas e público sempre teremos sua imagem brilhando num foco de luz!

PS: A divulgação no dia 26 das mortes nas estradas brasileiras na semana de natal foi de 78% a mais do que no ano anterior! Até quando?

7 comentários:

Carlos disse...

ao saudoso olair minha gratidao e admiracao

Ednei Veiga disse...

Ao querido e saudoso amigo e mestre Olair Coan, meu respeito e me meu eterno obrigado pelas suas lições.

magna_namaste disse...

Fica uma dor imensa pela partida do Olair... mas tenho certeza de que ele está num lugar cheio de luz, porque sua alma é iluminada e pura!!!! Saudade! Minha admiração e gratidão ao Olair!

BETE BACCHI disse...

O DIA FICOU NUBLADO HOJE QUANDO SOUBE DE SUA MORTE . OLAIR VOCÊ FOI E SEMPRE SERÁ UM GRANDE MESTRE . NÓS ALUNOS DA TURMA DA FAAP, DEIXAMOS AQUI NOSSA PROFUNDA TRISTEZA. DESCANSE AO LADO DE NOSSO SENHOR SEMPRE ! BETE BACCHI

Néia Souza disse...

Ainda temos na nossa memória os últimos ensinamentos que adquirimos com o Olair (nov/2007- FAAP), muito exigente, mas fazendo desta exigência um mestre na atuação. É difícil de acreditar, mas temos q aceitar a vontade de Deus... Jamais esqueceremos de vc... OBRIGADA!!! PARABÉNS pela sua atuação como ator, escritor e diretor neste mundo onde estamos apenas de passagem... MUITA LUZ PRA VC...

HELDER disse...

Que Deus abençoe O "Ola" e sua querida familia. Se houver mesmo um céu esperando os bons, nosso Senhor deve ter feito uma festa hoje para ele.Com tudo que tem direito esse aniversariante.

Ralf [Zé da Trópis] Rickli disse...

Fiquei sabendo com quase dois meses de atraso. Que coisa!... Não sou de dentro do métier teatral, mas... o Olair MARCOU MINHA VIDA com apenas 2 performances suas que vi: A Confissão de Leontina e O Crime do Padre Amaro.

Enxergo até hoje as paiagens que ele, sozinho num palco nu, me fez ver em A Confissão de Leontina.

Ao adaptar a Apologia de Sócrates, de Platão, como monólogo, eu não pensava em outra pessoa em cena senão o Olair Coan...

Que frágil é a vida... e que resistente. Esse é um que vai continuar vivo em nós por MUITO tempo!!!

dois monólogos