9 de jan de 2008

"Os Incompreendidos"

Quem consegue resistir ao olhar de Jean-Pierre Léaud moleque no primeiro filme de Truffaut "Os Incompreendidos/Les 400 Coups"? Eu não!
Relembrar meus 'musos de cinemateca' (no post abaixo falei do 'meu' Tadzio de "Morte em Veneza") nos meus verdes anos de formação me trouxem uma certa melancolia de uma fase muito feliz que não vejo refletida nos jovens de hoje.

Claro que temos menos mostras e retrospectivas hoje em dia do que até o meio dos anos 90. Eu pegava a programação nos próprios cineclubes ou em jornais e me enfiava nas salas assistindo até 5 filmes por dia! Todo dia era dia de Mostra de Cinema e não existia ainda celular que desviasse a minha programação. Aliás não existia Blog né?! Hehehehe, isso não é reclamação da vida moderna viu, é só um suspiro de nostalgia!

Voltando a Truffaut ele me fez acompanhar um jovem de uns 13 anos pela Paris dos anos 50 me mostrando que eu não estava muito longe da 'minha' Zona Leste dos anos 70/80, talvez exceto pela paisagem vai lá! Mas a angústia pré-adolescente do jovem Antoine Doinel (que Truffaut reviu em outros cinco filmes) era a minha! E a de Truffaut também como ele escreveu num lindo livro de memórias.

Passagem de Tempo. Há umas cinco Mostras de Cinema atrás passou "O Pornógrafo", uma produção franco canadense dirigida por Bertrand Bonello com Léaud (acima) quarenta e dois anos depois da produção de "Os Incompreendidos"!
O filme não é bom, mostra o desgaste da relação pai e filho depois que o filho descobre que o pai dirige filmes pornôs. O pai falido e sem sonhos tenta se matar e o filho, aos 17 anos, quer mais viver e esquecer o passado que o envergonha.

'Meu' Doinel envelheceu de forma patética mas o que fica na minha memória é a delicada e antológica cena final do filme de Truffaut com o moleque de frente para o mar (abaixo).
Triste, triste... como poucos filmes puderam ser.

P.S.: Nem me perguntem onde era o 'mar' da minha adolescência na ZL que eu vou achar que é provocação!

...

Se Joga:
"Os Incompreendidos/Les 400 Coups", Truffaut, distribuidora Versátil DVD

Nenhum comentário: