2 de fev de 2008

A "Igualdade" é incompetente!

Da coletiva da Ministra Matilde Ribeiro em ao menos um ponto ela têm razão; a falta de estrutura da "Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial", daí os gastos excessivos em viagens. Não têm estrutura também o Ministério de Assuntos de Longo Prazo do folclórico Mangabeira Unger, que recentemente fez uma caravana com mais de 30 pessoas para o Norte afim de discutir a transposição das àguas amazônicas para o sertão (o que o gênio diria hoje sobre o desmatamento? 'Transplantação' de àrvores adultas do Jardim Botânico, por exemplo?), assim como também falta tudo para o Ministério da Pesca do senhor Altemir Gregolin, que juro esse é o que mais me intriga, o que esse ministério fez para a Nação até hoje que justifique a sua existência?

A culpa não é da Matilde, Mangabeira ou Altemir a culpa é do Governo! Lula deu ares de ministério e criou uma pasta 'exclusivamente' para Mangabeira Unger sair por aí dizendo sandices utópicas apenas para agradar aliados, fez ouvidos moucos para todos que diziam ser desnecessário um ministério para "Igualdade Racial" para a sra. Matilde e a pergunta que não quer calar, quantos 'bagres' Lula teve de comer para criar a pasta da Pesca? Você sabe?!

Mal sabe Lula a 'lenha' que ele está dando para os próximos candidatos à presidência, basta o cara dizer que vai economizar uma fortuna cortando tudo isso, eliminando este monte de ministério com títulos stalinistas, isso sem contar nos 11.150 cartões de crédito da administração federal e os 22.500 cargos de confiança!!!
Com tantos "cargos de confiança" ninguém alertou 'antes' a ministra da Igualdade que dinheiro público não é para se gastar no free shop?
Sim, porque na coletiva ela disse que
"se tivesse sido alertada antes, teria corrigido o erro".

Quem não corrige erro, mesmo alertado 'antes' é o Lula, afinal ele nunca sabe de nada mesmo, nem antes, nem durante e muito menos depois.
...
XÔ SKINDÔ

Estou ouvindo até ensurdecer o novo album do über Damon Albarn (Blur, Gorillaz, etc...), na verdade é mais do que um disco é um 'projeto' que reune a nata do pop classudo de bom gosto dos anos 2000. Quer saber, é preciso muito talento para juntar remanescentes do "Verve", "Clash" e "Gnarls Barkley" numa tacada só, e foi isso que o enfant terrible fez em “The Good, The Bad And The Queen” que você precisa ouvir, o site é bem loko!
Se Manchester era pequena demais para abrigar os pop brothers Oasis e Blur na mesma época, agora então ficou minúscula. Damon Albarn provou que é melhor (confesso que só comecei a ouvir Oasis beeeemm depois) e concentra sua rebeldia em projetos como esse e o Gorillaz.

O 'irmão americano' de Damon é o também prolífico Jack White que não se contentou só com o baixo/bateria do "White Stripes" e montou o 'projeto zeppeliano' "The Raconteurs"
com uns amigos talentosíssimos já chamados de o 'novo' Nirvana do rock!
O álbum é "Broken Boy Soldiers" e é obrigatório também!


Nenhum comentário: