4 de fev de 2008

Muito mais que "Superstar"

XÔ SKINDÔ

Os americanos do "Sonic Youth" estavam no seu segundo disco quando os "Carpenters" acabava em 1983, depois da morte de Karen.
A década de 80 começava para mim com o suicídio de Ian Curtis do "Joy Division" em maio e o meu luto durou exatamente 2 anos! Em 1982 comprei desconfiado o álbum "Sonic Youth" e no próximo ano me entreguei totalmente à "Confusion is Sex" e definitivamente já tinha uma banda que preenchia o buraco deixado pela forca de Curtis.

Esta ilustração aqui ao lado, recorde de reprodução em camisetas na Galeria do Rock, é do álbum "Goo" que saiu em 1990, ano em que os caras realmente estouraram e viraram stars, depois disso a banda mais cult do planeta foi sucumbida pelo grunge e para resistir levou até as últimas consequências todo o seu experimentalismo rocker.
Claro que a sonoridade que ditou os anos 90 não estava afim de mais um 'Zappa da vida' e os caras fizeram centenas de pockets shows e dezenas de gravações experimentais até voltar com tudo com "Rather Ripped" em 2006 com outra formação e em plena forma! Ouçam "Lights Out" e "Or" e sintam o drama baby!
Sonic Youth, pra mim os verdadeiros superstars!

Nenhum comentário: