19 de abr de 2008

A Canção da Terra

Hoje no FAO será apresentado o Concerto "Das Lied Von Der Erde/A Canção da Terra" de Gustav Mahler com a Amazonas Filarmônica regida pelo maestro Luiz Fernando Malheiro. Os cantores que defenderão essa angustiante peça do compositor austríaco serão Michael Hendrick e Denise de Freitas.

Composta logo após a morte de sua filha, com quatro anos, Mahler se inspirou nos poemas chineses de "A Flauta Chinesa" de Hans Bethge e mergulhado na melancolia e tristeza compôs um dos mais lindos trabalhos de sua carreira.

Acima o meu presente para os 'puristas', poema original da primeira canção que abre o programa: "Das Trinklied vom Jammer der Erde/Canção de Beber na Miséria da Terra". Em algum lugar deste ideograma está o repetido lamento do tenor, que é de cortar o coração:
- "Dunkel ist das Leben, ist der Tod"

Ou se preferirem:
- "Sombria é a Vida, Sombria é a Morte".

Um comentário:

Igor Santana disse...

Ainda estou em transe. Esperando por Ariadne.