23 de abr de 2008

Outra Opinião

O Blog "OutraMúsica" de Leonardo Martinelli agora fala sobre "Ça Ira", adianto que ele não foi 'bonzinho' com Waters, iguais aos críticos que o próprio disse a Sérgio Martins na "Veja" desta semana que o tratavam com condescendência.

Martinelli critica a fragilidade musical e dramaturgica do espetáculo: "uma visão extremamente simplista e piegas da Revolução Francesa", destaca o meu trabalho como: "a vertiginosidade da movimentação de palco elaborada por Vilela não deixa de ser um paralelo do que ocorre nos vídeos clipes modernos, que para fazerem o ouvinte abstrair da nulidade musical, fazem do aspecto visual o elemento de maior relevância".
E é taxativo quanto ao resultado geral:
-"Nem todo empenho da produção. Nem toda beleza cênica e engenhosidade de movimentação. Nem todos os talentos musicais a serviços de Roger Waters foram suficientes para conferir valor a sua incursão na ópera"

A todos que me acompanham por aqui e sabem como foi todo o processo de criação, aqueles que já assistiram e comentaram e até mesmo para refletirmos sobre uma outra opinião, sugiro que leiam aqui e quem sabe voltamos ao assunto.

4 comentários:

Anônimo disse...

Caetano querido, não dê ouvidos à críticos imaturos, senti cheiro de pura inveja. Os Salieris sempre estão à espreita expelindo veneno.

Quando mesmo Ça Ira estará nos palcos de São Paulo? Estarei lá aplaudindo o teu trabalho que é de primeiríssima classe e a já clássica música de Roger Waters.

Good Luck tonight!!! Beijos, Elzira

viralata disse...

Obrigado 'escudeira' Elzira... e by the way a-d-o-r-e-i o 'momento Salieri'! kkkkkk
Beijão e hoje será lindo e mágico!

Igor Santana disse...

Críticos, quase sempre insatisfeitos.

Leonardo Martinelli disse...

Olá a todos! Uma pequena nota para deixar claro o que talvez seja um mal-entendido de Elzira:
1) Gostei da montagem de Vilela, achei a música de Waters dispensável (aliás, em seus depoimentos, o próprio Waters não tem muita convicção do que fez). O texto no blog apenas dá maiores fundamentos a esta minha impressão.
2) Para quem ainda acredita em Papai-Noel, ou que a relação entre Mozart e Salieri foi tal como retratada no filme "Amadeus", tá na hora de desligar a TV e se informar melhor. Só pra instigar, advinhe com quem compositores como Schubert e Beethoven tiveram aula? Se sua resposta foi Mozart, errou. Aparentemente, eles gostavam mais do italiano assassino e invejoso, rs. Viva la cosa nostra!