30 de jun de 2008

"Ça Ira" by Luiz C. Salama

Nossa, quando eu menos esperava recebi um presente de um expectador de "Ça Ira" que divido com vocês. É o Luiz C. Salama lá de Manaus que fotografou o espetáculo (acima foto da legenda especialmente pintada para a ópera de Roger Waters) na segunda récita e me mandou um scrap no orkut depois de ler coisas que eu escrevi naqueles fóruns sobre ópera.
Divido então com vocês exatamente como ele me escreveu:

- "Sr Caetano, li no forum sobre o Festival de Opera que vc foi um dos responsaveis pela montagem de Çai-rá. eu nao consegui ir na estreia e fui na segunda recita. nem vou entrar no merito de ser opera ou musical, vou entrar no merito do "foi bom ou não" digo que adorei, que valeu a pena sair de casa, pagar e ver, mesmo tendo que acordar cedo.
Entendi o espetaculo como uma alegoria do clamor por liberdade, com citaçoes obvias da musicalidade de The Wall (do mesmo autor) e de Revolução dos bichos (George Orwell), revoluçao Francesa, primavera de 68 até a movimento Free Tibet atualíssimo.
Destaque para o coral infantil cantando em ingles e pro ritmo que nao deixou ficar monótono o espetáculo em nenhum momento.
Voces estao de parabens, não liguem pros chatos de plantão. Ficarei muito feliz em ter a tua visita na minha pagina de fotos, onde tem um album só deste espetáculo: http://www.flickr.com/photos/dr_ocio/sets/72157604809298202/
Abs
Luiz Salama
...
Muitíssimo obrigado querido e Sr. está no céu, heheheh.
O Luiz tem um site com histórias e fotos que ele faz pelas suas viagens ou simplesmente pela oportunidade de clicar aquilo que gosta, pois não é que 'viajando' pelas suas páginas eu encontrei fotos que nem tinha de uma produção do "Barbeiro de Sevilha" que também dirigi para o FAO!
Pois é, o site dele é este e as fotos do "Barbeiro" estão aqui.

...

Detalhe da 'skull clown' a primeira imagem que 'recepcionava' o público antecipando as 'cabeças que rolaram' na Revolução Francesa, que...

... como era contada por uma trupe de circo, deu pra entender né a referência aos clowns e aos...

... mensageiros do mal-agouro, representados pelos bailarinos do Corpo de Dança do Amazonas

Aqui a inocência de Maria Antonieta quando jovem (Maria Gerke Pinheiro) com o simbólico personagem Honest Bird (Lucas Fernandes) que adulto se transforma num Padre Revolucionário

Já adulta, toda a empáfia de Maria Antonieta (Gabriella Pace) é narrada pelo Apresentador do Circo (Leonardo Neiva)

Final do segundo ato com os escravos libertados da República de S. Domingos (Haiti), reflexo de uma Revolução que em sua primeira fase não teve heróis...

... e foi comandada pelo povo. Aliás...

... é comandada até hoje!

Vous pouvez parler plus lentement?

Excusez-moi 'eu viro' à gauche 'ou' à droite monsieur?

O ano que vem é o ano França-Brasil e eu como um bom leonino aplicado me matriculei na Aliança Francesa onde inicio hoje as minhas aulas, quem sabe assim pelo menos falo um idioma decentemente! Já digo que depois da minha dedicação russa o francês será 'papaye avec sucre', me cobrem depois.

O Festival Amazonas de Ópera (FAO) do próximo ano será inteirinho dedicado aos compositores franceses (como parte da imprensa nacional e internacional está divulgando) e a ópera que me coube nesta transação é antes de tudo teatral, deslumbrante e, mais uma vez, inédita no Brasil!

Conto depois em detalhes já que ando cercado por 'olho gordo', se é que vocês me entendem, kkkkkkkkkk.

Faça a sua escolha: 'Mechupa' (sic) ou Lexotan?

Mais um 'mechupa' (sic) do "Girl Talk"

O novo disco do ensandecido Gregg Gillis, mais conhecido como "Girl Talk", eleva o 'estilo mashup' a categoria master! Mesmo depois do bem sucedido e hypado "Night Ripper", GT vem com "Feed The Animals" para te tirar da depressão e oferece ainda uma possibilidade de felicidade aos 'emos' de plantão.

Mashup você sabe são samplers de diversos bits e refrões de várias músicas 'colados' um no outro formando assim uma nova canção. Eu traduziria por 'Mechupa' já que é uma 'chupada' atrás da outra o que o cara faz com astros pop e roqueiros de todo naipe e o divertido é reconhecer aquele trecho daquela música naquela batida.
No seu primeiro álbum rolou um lance de processo mas depois que os artistas souberam que suas músicas estavam bombando nas pistas, mesmo cortadas, ficaram satisfeitos com a curiosidade despertada. Resultado, GT também é convocado para remixar uns astros fudidões e outros decadentes e dar um 'fresh' em singles milionários lançados pelas gravadoras.

"Feed The Animals" foi lançado no esquema Radiohead de 'pague quanto pode e baixe', quando você entra no site logo vê um espaço para digitar o valor que pretende pagar, no meu caso eu digitei 00,00, depois disso um pequeno questionário de opções justificando o motivo do seu valor aparece na tela, daí e só ser honesto e escolher as opções: você é da imprensa, tá duro, não acredita no mercado... e por aí vai. Eu tava duro mesmo, hehehehe.

Mas juro que comprarei, assim como também comprei "In Rainbows", "Hard Candy" e outros depois de ter 'baixado na faixa', é assim que funciona hoje a indústria fonográfica que não vai acabar como dizem os fatalistas, apenas os fãs não são mais 'tão' explorados como antes.

A indústria do DNA

Depois de umas cusparadas num recipiente a empresa americana "23andMe" desvenda o seu passado e mapeia o seu futuro

A capa da "Revista da Folha" deste domingão é um assunto bem interessante e que está despertando a curiosidade de meio mundo sobre a popularização de exames de DNA para mapear o seu futuro e especular a sua genética.
O repórter Sérgio D'Ávila todo pimpão na capa fez o tal exame nos EUA pela empresa "23andMe" e conta o resultado.
Só faltou algum editorial ou box na própria matéria informando que a "Revista Exame" que foi às bancas no dia 04 de junho deu capa para uma extensa reportagem trabalhada por mais de 4 meses pelo também repórter e 'cobaia' Maurício Lima que entrevistou as mesmas pessoas e citou as mesmas fontes que D'Ávila, numa reportagem, digamos, bem superior.

Como diz a propaganda da "Revista Trip", quando outros veículos de comunicação 'repetem' matérias que foram publicadas primeiro lá:
- "A Exame deu antes e deu gostoso"

29 de jun de 2008

Weekend de 'bofe' vol. 4 (ou: Viva a Espanha, abaixo o Racismo!)

Espanha 1 x 0 Alemanha, O moleque tatuado Fernando Torres (ao lado), do 'meu' Liverpool, foi "O" cara! Marcou o único gol da vitória espanhola depois de centenas de 'quase lá' (como na semana passadas na eliminação dos meus amigos russos), uma vitória feita de jogadas duríssimas, violentas e sem o menor 'fair play'.
Como eu disse antes, fica o ineditismo do título, já que desde 1964 os espanhóis não conquistavam o título da Eurocopa, e fica também o voto de prestígio para o técnico vencedor Luis Aragonés, que completará em breve 70 anos, e num momento "vocês vão ter de me engolir" cala a boca de seus opositores que o queriam fora da seleção a tempos.

...

Jogo prestigiado por 'tout' realeza e 'politburo' dos dois Países numa Viena sem chuva, vimos nesta Eurocopa 2008 uma campanha maciça contra o racismo que assola os campos e estádios em todo o mundo.
Talvez inócua a curto prazo, já que a batalha entre torcedores fora de campo depois da vitória alemã sobre a Turquia teve um gosto amargo para qualquer pacificador.

Claro que não sou contra estas campanhas em estádios, para quem acompanha noticiários dramáticos sobre 'batalhas campais' este correspondente Viralata estava presente ao verdadeiro massacre no Estádio do Pacaembu entre São Paulo e Palmeiras na Copa dos Juniores e digo amigos é DRAMÁTICO!

Mas voltando para a questão européia, fica difícil uma campanha isolada contra o racismo quando acompanhamos a recente decisão do Parlamento que representa os 27 países da União Européia aprovar por 369 votos contra 197 e 106 abstenções a xenófoba "Diretriz de Retorno", que nada mais é do que um intrumento para expulsar estrangeiros que imigram em busca de uma vida melhor no Bloco Europeu.

Então, vai pedir tolerância pra quem?

28 de jun de 2008

Não 'faz' a tcheca!

O que dizer desta manchete na "Uol"?:

"Passeata Gay na República Tcheca termina com choque entre neonazistas"

Pois Adão Iturrusgarai já disse tudo nesta tirinha véia dos seus personagens "Rock e Hudson":

mÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚgabe!

Pense nem tão rápido assim, qual foi o último ditador que usou esse bigodinho ridículo e se deu mal?

O resultado das eleições (bem suspeitas, diga-se) desta sexta deram a vitória para Robert Mugabe, CANDIDATO ÚNICO, que avançará no poder mais um ano, depois de dominar o Zimbábue por 28!
Mesmo com os olhos do mundo inteiro voltados para a África dúvido que nossos pobres irmãos tenham paz e sossego nesta transição.

Resta-nos rezar e aguardar!

Outra aposta tricolor

Então, ele é bonitinho foi um puta destaque no Botafogo não jogou nada no Hertha Berlin e vem como empréstimo para suprir a ausência deixada pelo 'Imperador' (difícil hein garoto), seu nome é André Lima.

Mais um empréstimo, mais um jogador para o SPFC recuperar (o fofo tá meio 'gordinho'!) e mais uma vez o tricolor acredita na tarimba de clube que lucra com pouco investimento botando mais um jogador no centro das atenções do mercado.

Vamos ver, enquanto todos os meus amigos desciam a lenha em cima do Luisão eu era o único que defendia, a mesma coisa também com o 'Imperador', agora sei não... prefiro confiar no faro do meu time já que o meu palpite não é dos melhores.
O SPFC nunca teve medo de arriscar, já que não sairá perdendo muito nesta aposta-investimento, haja visto o tiro-n'água que foi aquele lance com o Carlos Alberto né?

O que tenho a dizer é: "bem vindo André Lima, agora mostra serviço e agüenta a torcida mano!"

27 de jun de 2008

"Conga": a política da BOA vizinhança

Depois da frase lapidar "O Ceará está virando um puteiro a céu aberto" o quê Ciro Gomes diria da candidatura de Gretchen para a prefeitura de Itamaracá/PE pelo PPS? Piada óbvia mas deixando Gomes fora dessa, vai que ele responde, pergunto então ao ilibado socialista Roberto Freire o quê ele tem a dizer?

Democracia minha gente!
Como política na família "freak le bum-bum" é uma coisa que se aprende no berço a filha da "Conga la Conga" também vai se candidatar! É isso mesmo, Thammy 'mais humilde' preferiu começar por baixo e se acertou com o PP e se lança a vereadora por São Paulo.

Thammy vocês conhecem é 'lesley' e não esconde a sua opção sexual do Brasil, inclusive "discute relação" em qualquer programas de auditório.

A doce Thammy (tatuada, catando a popozuda), também vai entrar de cabeça e tudo na política

O 'mala' do Justin

E não é que Justin Timberlake, o 'novo amigo' da Madonna, estréia a última comédia de Mike Meyers "The Love Guru".

Não bastasse o visual 70...

... ele ainda 'paga malão'!!!

26 de jun de 2008

Obrigado Senhor por eu não ter nascido em Burma!

Quantas vezes você já recebeu por e-mail listas e listas de curiosidades bizarras? Centenas né, e embora eu sempre tenha preguiça em ler acabo fazendo 'a olhada periférica' e pimba... lá estou eu rindo e lendo tudinho.

Pois foi o que aconteceu visitando a minha página do DiHITT e entrando nas notícias enviadas por "Manos Corp.", que traduziu um artigo publicado na versão online do "The Daily Telegraph", cito algumas aqui e depois você escolhe onde quer ler o resto, se no original ou no traduzido tá?

- Em Burma é ilegal o acesso à Internet. Dá pena de prisão possuir um modem.
- Na Austrália é proibido vestir calções após o meio-dia de Domingo.
- Em Milão na Itália é obrigatório sorrir sempre ou arriscam-se a ser multados. Excepções são nos hospitais e nos funerais.
- No Iowa é contra a lei beijar durante mais de 5 minutos.
- Na Flórida é ilegal ter sexo com um ouriço.

E por aí vai... gosh o mundo anda mesmo muito estranho!

"Só faltou combinar com os russos"*

Bem que o goleiro Akinfeev se esforçou mas foi impossível segurar os espanhóis

E não é que a Espanha venceu os meus amigos da Rússia por 3 x 0. Na verdade os espanhóis só mostraram serviço no segundo tempo, tempo de goleada embaixo de uma chuva vienense que deve ter deixado a minha musa Eliane Coelho num abrigo seguro em seu belo casarão com seu imenso quintal.

O primeiro tempo só não teve goleada porque o número 6 espanhol, Iniesta, fez uma 'furada' patética e o 'krasnaia' Pavlyuchenko perdeu na cara de Casillas um gol feito, sem contar os dezenas de 'quase lá' de Torres.
Aí vem o segundo tempo e os espanhóis fizeram jus a frase de *Garrincha: "Só falta combinar com os russos", combinaram e destruíram os camaradas deixando a zaga completamente perdida e o time sem tática de ataque ou defesa.
Deu pena de ver Arshavin bloqueado por duas 'paellas' gigantes a cada passo que dava, e pra não dizer que os russos não lutaram com garra pra mim o nome do jogo foi o goleiro Akinfeev, o baixinho defendeu uma rajada de bolas impossíveis com muita técnica e sangue frio.

Fica o ineditismo de uma final entre Espanha e Alemanha, o que será com certeza menos 'bélico' que Alemanha x Rússia. Veremos domingo.

24 de jun de 2008

A 'bomba' Humana!

Sei que é bem difícil eu sair no meio de um filme, peça, ópera, concerto, deixar um livro pela metade, etc... é preciso me tirar do sério ou ser beeemmm ruim e chaaaaaato!!! Claro que Mostra de Cinema não conta, já que as escolhas são realmente um risco mesmo, recentemente lembro que saí no meio da sessão de "Mulholland Drive" de David Lynch. Ele conseguiu juntar chatice e um filme ruim num mesmo programa, aí não dá.

Acabei de voltar de uma sessão (de tortura!) no Cinesesc onde consegui me manter 'impávido' por 1h30, saindo antes do final do elogiado (e prêmio de crítica da Mostra de Cinema de São Paulo do ano passado) "La Question Humaine/A Questão Humana".
Talvez eu seja um imbecil mesmo em não entender o por quê de tanto estardalhaço, também não será essa a primeira vez que isso me acontece, mas, juro, o filme é 'pseudo', obscuro, o diretor não sabe como conduzir o roteiro (com apenas um 'plot' interessante diluído em dezenas de historinhas paralelas bobas) e pior: é chato, chato, chato!

Se mesmo assim você quiser assistí-lo leia então críticas mais positivas que enxergaram um filme muito maior do que o diretor Nicolas Klotz fez, depois não venha dizer que eu não avisei:
- veja aqui no Omelete
- aqui no Globo.com
- aqui no Estadão

23 de jun de 2008

"Flúmen" by Jorge Coli

Agora chega de viadagem, vamos falar de ópera... kkkkkkkkk!!!!
Ontem no caderno "Mais" da "Folha", Jorge Coli na sua Coluna "Ponto de Fuga" também destacou a reportagem elogiando o FAO, como a versão online é só para assinantes, copio aqui para vocês:

"- Flúmen
A revista "Opéra Magazine", publicada em Paris, tem enorme autoridade entre o público da ópera no mundo inteiro. É muito bonita; todas as críticas, analíticas, severas, vêm acompanhadas de ilustrações expressivas.
O número de junho trouxe um dossiê de quatro páginas sobre o festival de Manaus.
Tom entusiasta: "A metrópole brasileira (Manaus) pôs todos os trunfos de seu lado para figurar entre os faróis culturais da América Latina". "Ficamos impressionados pela qualidade da orquestra (Amazonas Filarmônica), dirigida por Luiz Malheiro, cujas riqueza e plenitude das sonoridades nunca se exercem em detrimento das vozes."
O Festival de Manaus completou 12 anos: milagre de continuidade neste país que adora a palavra "evento" e tem dificuldades na persistência a longo prazo dos projetos culturais.
A "Opéra Magazine" confirmou o que, de fato, está ocorrendo hoje: o centro brasileiro do teatro lírico deslocou-se para a Amazônia."

22 de jun de 2008

Quer um CHÁ 'queridjinha'?

Eu disse aqui que seria difícil superar o desfile da "Cavalera" na categoria "golpe teatral" agora digo que é IMPOSSÍVEL superar Amir Slama na sua estréia masculina para a "Rosa Chá".
E digo mais, o que ele está pensando que nós, homens gays, esclarecidos e independentes faremos com tooodas aquelas nossas sungas do verão passado?!
Hauahauaha, como se eu fosse o maior 'caiçara da areia', kkkkkkk!!!!

Primeiro foi esta 'tensão testosterônica' no backstage...

... até o über Zulu (penúltimo) entrou na fila do delírio praiano...

...daí me vem esse 'bofe' que me tira a micro sunga BRANCA e toma uma ducha 'tipo' NU!!!

Alguém prestou atenção no que veio depois?

Sim, 'queridjinha' eu prestei e digo que o que vem por aí e roupinha 'coladjinha'...

... com short 'curtjinho'...

... e sunga também beeeem 'curtjinha'...

... eu disse: beeeeeeem 'curtjinha' bee...

... não se esqueça que para esse modelito tudo bem aparecer pêlos em cima mas a virilha tem de ficar beeem 'aparadjinha queridjinha'...

...ah, a novidade é esse tecido... hummm o tecido é tipo... ah, deixa pra lá!

UUUUUU é o Zulu!!!! Quem diria hein, 45 anos!!!! Quero ficar assim na idade dele... oops faltam cinco anos... maldição!!!! ahauahuahaaa

Weekend de 'bofe' vol.3

Hoje não vou encher o saco de vocês com a 'magra' vitória do meu Tricolor (1 x 0) em cima do Sport e muito menos 'dibulhar' em cima dos santistas, depois da vergonhosa derrota para o Goiás por inacreditáveis 4 x 0 (pobre do meu pai, está desconsolado!).
Vamos 'pensar grande' e lembrar o ineditismo da Espanha vencendo a Itália nos penaltis para as semifinais da Eurocopa 2008.
O próximo adversário agora é a Rússia do holândes Guus Hiddink que está embaladíssima depois de vencer a Holanda nesta semana.

O 'hot' goleirão Casillas foi o nome do jogo hoje, fez defesas importantíssimas para segurar a sua Espanha, e claro pegou um penalti!

Resta saber se Casillas vai conseguir 'brecar' o 'hunk siberiano' Andrei Arshavin, que costuma marcar sempre em decisões. Sem contar que a sua marca registrada é o gesto de "ora calem-se"... hummm pra quem vou torcer?

Durma com um barulho desses!

Amores o Gerald está de casa nova! Depois de anos sob o abrigo da Uol agora ele recebe todos nós no portal IG.
Ele continua o mesmo, embora esta foto aí ao lado mostre que vocês o encontrarão mais cínico (MAIS?!) o visual no blog é mais cool e menos sisudo do que o anterior, com desenhos feitos pelo próprio Gerald de fundo.
Por enquanto na casa nova sua única reclamação é com o 'barulho' dos vizinhos. É amigos, ele é vizinho do Zé Dirceu! Durma com um barulho desses.

21 de jun de 2008

"очень наилучшим"...

...Eu diria para os meus amigos russos que destruíram a Holanda por 3x1 classificando-se para a Eurocopa 2008.
Ironia do destino mesmo é que o técnico da Rússia seja Guus Hiddink, um holândes de primeira linhagem! Foi quase uma batalha patriótica do filho que traía a pátria, num jogo tenso e incrível mesmo!

очень наилучшим образом мои друзья! Tá bom pra ti?!

20 de jun de 2008

Cavalera e o seu 'coup de théâtre'

Tá bom, teve o circo do "Sommer", um casal nadando pela "Ellus", nudez na "Neon", modelos do "Merlino" num clube jogando bola... com certeza outras 'ações performáticas' tomarão conta até o final dos desfiles "SPFW Verão 09".
Mas uma coisa é certa: ninguém vai superar a "Cavalera" e o seu 'coup de théâtre' com modelos literalmente flutuando como num passe de mágica! Saiba mais e veja um trecho do desfile aqui!

Arrasou, faz tempo que a Cavalera estava devendo um desfile que sacudisse o 'mundinho'

Agora é isso!!!

Manchete da "Uol" na página sobre Política: "Governador de Rondônia defende CSS para a Amazônia e critica reforma agrária"

O Governador Ivo Cassol completa seu raciocínio com a lapidar frase:
- "Já que todo o brasileiro está falando sobre a preservação da Amazônia, por que não criar uma CSS com alíquota de 0,01 ou 0,02% para indenizar o pequeno proprietário que preserva a floresta? Assim, todos poderão gritar: 'Estamos contribuindo com a Amazônia', porque hoje, todo mundo grita, mas ninguém faz nada", afirmou. "Há muitos bilionários fazendo discurso, mas nenhum está dando um centavo para a Amazônia".

Tá boa santa, no meu bolso ninguém mexe não!!!! Vamos combinar que a última coisa que falta para aquela região é $$$$. Falta, isso sim, projetos factíveis (esqueçam a piada que é cada discurso do Mangabeira Unger sobre o tema) e política ambiental! Se antes se reclamava da presença de Marina Silva agora com este novo Ministro do 'colete colorido' a coisa tende a ficar mais midiática ainda.

E quer saber de uma coisa em primeira mão: esperem a confirmação da participação de Al Gore (seja como vice ou 'orientador') na campanha de Obama. Não vai sobrar árvore sobre árvore com relação a essa ladainha de preservação tupiniquim. Parece que nós, brasileiros, só discutimos este tema seriamente quando esfregam na nossa cara a incompetência de gerência da pasta do Meio Ambiente. Aguardem.

E só para lembrar, não é esse senhor Governador que está sendo investigado pelo STF por suspeita de compras de votos! Sei...

E só mais uma perguntinha, essa para o senhor Cassol:
- O QUE O SENHOR ESTÁ FAZENDO PELA AMAZÔNIA?

19 de jun de 2008

Sob Nova Direção

OLHAR URBANO

E por falar no "Teatro Coletivo Fábrica", meu vizinho mais acima na Rua da Consolação, ele entra também na minha série "Olhar Urbano" pela sua fachada recém grafitada para marcar uma nova administração na casa. Vai lá:

TEATRO: Qual é o seu tipo de AMOR?

Da minha relação de peças para assistir já vi algumas, mas quero comentar e recomendar duas cujo tema se complementa oferecendo diferentes visões sobre o AMOR.
Pela ordem minha sugestão seria primeiro assistir a:

"Não sobre o Amor", estonteante versão do 'über' encenador Felipe Hirsch baseado em correspondências entre escritores russos. Complexo, Barroco, Romântico, com excelentes interpretações de Arieta Corrêa e Leonardo Medeiros.
Espetáculo de uma poética difícil e que o cenário 'além da gravidade' de Daniela Thomas deixa por vezes 'surreal'.

Na sequência, sempre às quintas-feiras, o "Teatro Coletivo Fábrica" apresenta...

"O Primeiro Amor" direção de Georgette Fadel para o texto de Samuel Beckett. Agora o 'über' da vez é Marat Descartes que levou por este espetáculo o Prêmio Shell de Melhor Ator no ano passado. Narrativa crua, seca, sem arroubos de histrionismo ou virtuosismo desnecessário e um trabalho de interpretação realmente difícil, contido e sutil que só mesmo uma diretora-atriz e também bastante premiada como Georgette saberia conduzir.
Marat é um assombro, na linha "bossa-nova" de interpretação (um banquinho e nada mais!) consegue, sem se levantar (!) descarregar todo o escárnio que o personagem sente com relação ao Amor apenas com um gesto aqui outro ali, a essência do seu trabalho é o que o Ator têm de mais primoroso: Voz e Olhar.
Brilhante!

...

Se joga:
- "Não sobre o Amor"/CCBB (11- 3113.3651)
- "O Primeiro Amor"/Teatro Coletivo Fábrica (11-3255.5922)

Papagaio-de-pirata!

O show é do Chris Garneau mas adivinha onde está o "Viralata"?

A sempre atenta e querida leitora deste Blog, Elzira, me reconheceu de 'papagaio-de-pirata' no saguão do show do Chris Garneau, que comentei aqui embaixo. Saiu na "Folha Online".
Pois é amor, tava lá sim e gostei muito mesmo do moleque, divido os links das reportagens da "Folha" com vocês então, entra aqui e aqui!

+ Crítica!

Pois é, nem só de revistas francesas vive o mundo lírico, depois da excelente divulgação para o Festival Amazonas de Ópera (e para mim também) publicada na conceituada "Opéra Magazine" chegou a vez da nossa brazuca e tão conceituada quanto, para o meio lírico, revista Concerto dizer como foi o XII FAO.
A crítica é assinada pelo Diretor-Editor da revista, Nelson Rubens Kunze, na edição de junho-08 que já está nas bancas, destacando em manchete interna "Ça Ira e Ariadne auf Naxos no XII FAO". Kunze acompanha o Festival há muitos anos e além de uma crítica geral sobre os espetáculos soube reconhecer a:
- (...) coragem do Festival Amazonas de Ópera em apresentar títulos novos, rompendo os limites do repertório tradicional - até por que o repertório tradicional ainda segue bem representado em seu programa (...)

Elogia a minha concepção para os dois espetáculos:

- Em Ça Ira: "(...) o que desperta a atenção no espetáculo é a encenação. Aqui sobressai o trabalho do diretor cênico Caetano Vilela, em uma inspirada e bonita montagem com uma ótima dinâmica de palco (...)"

- Em Ariadne auf Naxos: "(...) foi muito feliz a concepção cênica do espetáculo, que, como em Ça Ira, foi idealizada pelo ótimo Caetano Vilela. Há muitos anos ligado ao Festival Amazonas de Ópera, Vilela apresenta um trabalho cada vez mais maduro, integrando de modo muito competente a direção de cena propriamente dita com a iluminação - uma de suas especialidades (...)"

Kunze fez apenas uma ressalva:
- "(...) Ariadne não é uma ópera de soluções fáceis, e o palco giratório que "abre" o interior da mansão do mecenas vienense tem um efeito bonito e funcionou muito bem. A contraposição da ópera erudita com o espetáculo popular, contudo, apesar de seu maniqueísmo intrínseco, ficou um pouco caricatural com uma banda de punk-rock (...)"

Foi a visão que ele teve, não discuto sobre isso, até mesmo por que outros críticos falaram exatamente o contrário, desgostando ou não concordando com outras escolhas que fiz.
Quem me acompanha já leu por aqui no Blog sobre as minhas escolhas cênicas! Terminando a matéria ele fala sobre o "diferencial" que foi montar Ariadne tendo em vista a co-produção com o Municipal de SP.
Bem, sobre isso acho que todos já sabem né...

É isso aí! "Foi o que deu pra fazer".
Para o ano que vem têm mais, me aguardem!

Você não assistiu o Chris Garneau?

Chris Garneau num segundo momento com um acordeão elétrico. As duas violoncelistas sofisticaram bastante os arranjos originais para voz e piano

Quem me acompanha já ouviu eu falar dele por aqui, o lance é que Chris Garneau chega ao Brasil pelas mãos do meu amigo e produtor Ricardo Frayha para uma mini-mini turné, se apresentou ontem no Sesc Santana e hoje é o último dia para ver o fofo em Campinas, então corra 'bee'!

Bom, quanto ao show foi na linha 'bee' intimista ao piano, tipo Rufus, tipo Mika, tipo Antony and the Johnsons mas Chris se diferencia das 'amigas' pela sua timidez quase 'colegial'. Bem mais novo, não possui a segurança 'dramática' de trovador urbano que têm Rufus Wainwright nem a bichice teatral 'castratti' do Mika, talvez se identifique mais com Antony, embora sarcasmo não seja o que mais chama atenção na sua frágil personalidade. O que aproxima estes artistas é que absolutamente todos são excelentes compositores e intérpretes, e por falar em Antony o bis que Garneau nos reservou foi uma composição de Elliott Smith (segundo errata nos comentários), "Between the Bars (Hidden Track)", última faixa de "Music For Tourists", que Antony também cantou no show que fez por aqui no ano passado.

Cantando a maioria das canções do seu disco "Music For Tourists" as surpresas vêm de um "C-Side" recém lançado no ano passado (avidamente comprado ao final do show) do qual canta algumas canções e também da dupla de amigas violoncelistas que o acompanham e dão um ar bem mais sofisticado, musicalmente, ao show (como o do Antony também), refrescando bem mais as versões de estúdio.
Um pouco rouco, ou gripado, Chris Garneau agradecia de forma débil num "thank you" quase inaudível (teve também alguns "obrigado") que alternava com goles de chá e água apanhados do chão ao lado do piano.

Um dos momentos onde ele demonstrou mais força (tanto física quanto 'artística') foi quando, ajoelhado, tocou uma espécie de acordeão elétrico cantando sobre um relacionamento que não deu certo. Seus gestos crispados abrindo e fechando o 'fole' exigiam um outro registro vocal, um pouco mais 'encorpado' do que o frágil 'tatibitati' da sua doce voz de tenor.
Ter o palco inteiro iluminado com uma luz vermelha e ver aquela figura lamentando uma despedida se retorcendo jogado no chão... foi mesmo algo incrível.

Juro que achei que a vinda do moço lotaria o Teatro, pouco mais de 200 pessoas encheram o miolo da sala, um público 90% jovem e gay que não acreditou quando Garneau, ao final do show, foi para o saguão conversar com todos e autografar seus discos, não se esquivando em nenhum momento em sair bem na foto com qualquer 'bee' de plantão.

Ah, e que olhos são aqueles?! Gosh!!!

...

"...Drink up one more time
And I'll make you mine.
I'll keep you apart,
Deep in my heart,
Seperate from the rest,
Where I like you the best,
And keep the things you forgot..."

Between the Bars (Hidden Track)/Music For Tourists by Chris Garneau

18 de jun de 2008

O Porteiro e o Menino da Rua Augusta

Com cara de poucos amigos "O Porteiro da Rua Augusta"/SP guarda esta casa que têm um longo corredor de entrada. Fica colada a um 'jardim' cercado...

... onde sempre se encontra um 'Menino brincando com caminhãozinho" perigosamente em cima do viaduto

'Lê nôge' (sic) da "La Mouche"!

Depois da Ópera Musical, Ópera Rock, Ópera Seca, Ópera Industrial... vem aí a "ÓPERA GOSMA"! Ééécaaa!

Quel bizarre! A revista "Opéra Maganize" também traz uma reportagem sobre a estréia mundial da ópera "La Mouche", sabem o que é? A adaptação lírica do filme do esquisitão David Cronenberg, "A Mosca"!
Isso mesmo, aquele filme gosmento vai virar uma ópera em dois atos dirigida pelo próprio Cronenberg com composição de Howard Shore, libreto de David Henry Hwang, cenários de Dante Ferretti, figurinos assinados por Denise Cronenberg e a regência será do 'agora também' maestro Plácido Domingo!

A estréia é no dia 02 de julho no Théâtre du Châtelet, (clica aí no nome do teatro que abre o link para reservas, os ingressos custam de 10 a 120 euros), se alguém for me diz depois e compra um programinha tá!

Faça 'biquinho' mon chéri!


Acabei de receber a edição de Junho da revista "Opéra Magazine" com uma reportagem bem grande sobre o XII FAO, quatro páginas com destaque na capa: "Escapade Lyrique en Amazonie", assinada por Richard Martet dentro a manchete é "L'Opéra au Coeur de L'Amazonie" com fotos da fachada do Teatro Amazonas, interior da sala, Salão Nobre, maestro Luiz Fernando Malheiro e... da 'minha' "Ariadne"!
O repórter destaca a diversidade da programação, vem com aquele papo 'gringo' que já estamos carecas de ouvir, "le fantôme de Fitzcarraldo", localiza geograficamente as belezas naturais dos rios e... voilà elogia a encenação, o elenco e a orquestra:

- "Mise en scène avec sobriété par Caetano Vilela, nous en avons d'abord retenu la qualité de la distribuition, avec une mention pour d'excellets seconds rôles, tous brésiliens, une Ariadne valeureuse (l'Argentine Virginia Correa Dupuy, remplançant Eliane Coelho) et un remarquable Bacchus (l'Américain Michael Hendrick). Surtout, nous avons été impressionnés par la qualité de l'orchestre (Amazonas Filarmonica), dirigé par Luiz Fernando Malheiro avec une richesse et une plénitude dans les sonorités ne s'exerçant jamais au détriment des voix (...)"

Mon chéri você entendeu tudo né? Bom, ao menos deu pra captar os adjetivos: sobriedade, excelentes, riqueza de plenitude, valorosa...
Pois é, quem me conhece sabe exatamente a frase que estou falando agora, já virou refrão ao final dos meus trabalhos executados:
- "Foi o que deu pra fazer!"

Pardon São Paulo e mais uma vez boa sorte!

O Hotel da "Menina Vesga de Cabelos Vermelhos"

Este Hotel no começo da Rua Augusta existiu até uns 3 anos atrás (fazia inclusive muitas permutas com artistas que vinham em temporada na cidade), depois o dono faliu e resolveu fechar as portas enquanto procurava um comprador, parece que rolou uma encrenca judiciária virando um 'elefante branco' e não pôde ser negociado. Daí veio aquela turma do "Movimento dos Sem Teto do Centro" que invadiram o local, barbarizando todas as instalações, resultado: a polícia veio e baixou o cacete em todo mundo!
Depois de tudo isso o dono 'murou' toda a frente do Hotel (coisa aliás beeeem comum por aqui em imóveis no centro em processo de abandono!) e, claro, com isso vieram também os grafiteiros e 'assinaram' a obra:

Abaixo, detalhe da "Menina Vesga de Cabelos Vermelhos" que já é um logo deste pedaço!