8 de jun de 2008

Hernanes, o menino de Engenho

Hernanes tenta advinhar o seu futuro mirando a 'bola de cristal'

O desabalado disparo do SPFC contra o Atlético nesta semana (5 x 1) não me empolgou mas serviu de alerta para o que vem por aí.
Sem o volante Hernanes, que foi convocado para tentar salvar Dunga de outro fiasco, o tricolor se desdobrará para manter-se estável na tabela. Claro que os problemas continuarão com a sua volta, afinal a novela sobre a venda do jovem pernambucano para algum time europeu está longe de acabar.

Já vimos este filme centenas de vezes achando que o final será triste para o tricolor, com a ausência de um craque que nos empolga, sempre achamos que aquele vazio em campo será insubstituível. Foi assim com Raí, com o lateral Serginho, o "pré-robinho" e maior transação do futebol brasileiro até hoje, Denilson ou mesmo Kaká, embora ele tenha sido 'expulso' pela ala xiita da Independente, será que esses imbecis já se arrependeram?

O Tricolor sempre balançou após essas transferências e em seguida 'responde a altura' apresentando uma 'nova revelação', caso em que o próprio Hernanes se enquadra já que veio justamente para cobrir a ausência 'irreparável' da despedida de Josué. Hoje é a vez dele!

Fico feliz, feliz por Hernanes não ter sido aproveitado pelo Santos (ele fez testes, jogando com os ilustres desconhecidos Robinho e Diego), pela cidade de Engenho, em Recife, poder espelhar em um craque toda a esperança de vitória que sempre queremos encontrar em qualquer filho da nossa terra.

Parabéns rapaz, faça o seu futuro que o tricolor o espera com as 'porteiras' abertas.

Nenhum comentário: