29 de jul de 2008

"Eu vou estar transferindo Senhor"! (ou: "Trinta Tartaruguinhas Indianas")

Vocês viram né, as Empresas com "call centers" terão dois meses para se adaptar as novas regras do Código de Defesa do Consumidor. Leia mais no Caderno de Economia do "Estadão" de hoje.
Isso significa que os "call centers" (sorry Aldo Rebelo, em inglês soa melhor mesmo!) terão de estar disponíveis 24 horas, sete dias por semana para serviços de urgência, as ligações só poderão ser transferidas uma única vez (GLÓRIA!) e finalmente poderemos falar a qualquer momento com um atendente e não ficarmos restritos ao menu eletrônico (ALELUIA SENHOR!), ah e os cancelamentos de serviços terão de ser IMEDIATOS (HOSANA NAS ALTURAS!!!).

Foram cinco meses de negociações e discussões com todas as partes envolvidas e o presidente deve assinar o decreto no próximo dia 31.
- "Eu vou estar aguardando Senhor!"

...

Não lembro se cheguei a comentar por aqui o livro que li de Thomas Friedman, "O Mundo é Plano", em que ele num arroubo 'globalizado' nos diz que é praticamente impossível nos isolarmos no planeta. Tudo está tão próximo é acessível que já não divisaremos as fronteiras dos serviços que nos são prestados.
Um exemplo que ele dá é exatamente dos "call centers" das grandes empresas, incorporadoras e grandes escritórios de advocacia americanos. Muitos deles terceirizam os "call centers" para países distantes como a Índia (um gigante no setor com mão de obra barata) acirrando a disputa de um grande mercado de prestação de serviços.

Segundo suas pesquisas, "cerca de 245 mil indianos atendem ligações de todas as partes do mundo ou telefonam para oferecer cartões de crédito ou telefones celulares em promoção (...) são empregos mal remunerados e de baixo prestígio nos EUA, mas na Índia são associados a uma boa remuneração e um 'status' elevado".

Prova disso é a disposição que os indianos têm em realizar cursos como o de "Neutralização de Sotaque" (!), com aulas ministradas por um professor de inglês para "disfarçar a acentuada pronúncia indiana" (lembrem-se que a Índia foi colônia do Império Britânico) substituindo pelo acento americano ou canadense.

Esse trecho do livro aliás é uma pérola e tenho de dividir com vocês, quem sabe seja um exemplo para eliminarmos de uma vez por todas a 'solapada de gerúndios' a que somos obrigados ouvir todos os dias, precisamos apenas pensar em um exercício 'trava-língua' melhor do que os pobres indianos são obrigados a estudar no primeiro dia de aula, leia rápido:
- "Thirty little turtles in a bottle of bottled water. A bottle of bottled water held thirdy little turtles. It didn't matter that each turtle had to rattle a metal ladle in order to get a little bit of noodles"*

* Trinta tartaruguinhas numa garrafa de água mineral. Uma garrafa de água mineral continha trinta tartaruguinhas, Não importa se cada tartaruga tinha de sacudir uma colher de metal para conseguir um pouco de macarrão."
...

Se joga:
"O Mundo é Plano: Uma breve História do Século XXI"/Thomas L. Friedman/Editora Objetiva

Nenhum comentário: