25 de jul de 2008

Examinando a Ópera

A excelente Revista Exame (para mim a melhor revista, não só sobre economia, do Brasil!) traz uma interessante matéria sobre a recuperação do teatro Metropolitan Opera (MET) em Nova York.
O MET é administrado pela prefeitura e depois de praticamente ir a bancarrota com os seus 4000 mil lugares no começo dos anos 2000 profissionalizou a sua gestão e hoje volta a ter lucro com a simples idéia de 'popularizar a ópera'.

Como? Com idéias simples como: baixar os preços dos ingressos, intercalar títulos populares com alguns mais contemporâneos (essa foi por minha conta), exibir óperas em telões espalhados por NY e a 'pièce de résistance': exibição em salas de cinema das óperas exibidas ao vivo do teatro para outros estados dos EUA, Europa, Austrália e Japão!

...

E por aqui?
Bom, se falarmos dos grandes centros, temos as vendas antecipadas no Teatro Municipal de SP com uma temporada regular nos últimos anos o que já é um grande avanço, tenho amigos que não puderam assistir ao belíssimo "Castelo do Barba Azul" que o Felipe Hirsh dirigiu já que os ingressos estavam esgotados praticamente um mês antes da estréia. E para quem não pode contemplar Eiko Senda em "Butterfly" dentro do teatro, soube que um telão foi colocado do lado de fora para que todos pudessem acompanhar o espetáculo.

Na, agora regular, temporada do Teatro S.Pedro/SP, que é administrado pelo Estado, não vemos a mesma excelência administrativa (trabalhar lá é um verdadeiro 'parto a forceps' de tão burocrático), artística (intercalando produções 'amadoramente' escolares com outras 'escolarmente' profissionais) e 'marketeira' (péssima divulgação e distribuição de cortesias, deixando a sala pela metade com anúncio na bilheteria de 'lotação esgotada') que vemos na Sala São Paulo, essa sim a 'menina dos olhos' do Governo. Uma pena!

O Teatro Municipal do RJ costuma deixar uma récita com ingressos a R$ 1,00 (ou quase isso) sem lugar marcado e com compra no dia da apresentação, e o resultado disso, que aliás, eu pude presenciar por mais de uma vez em espetáculos que trabalhei lá: filas gigantes começam a se formar na madrugada do perigoso centro carioca com gente de todos os bairros com as suas cadeirinhas de praia para a sessão das 11 da manhã!
Ópera de manhã, praia à tarde que ninguém é de ferro, tá!!!

Em Manaus onde trabalho muito não posso falar de uma temporada já que óperas por lá acontecem somente durante o Festival em abril e maio. Mas posso dizer que as apresentações ao ar livre que encerramos ou abrimos o FAO, e eu já dirigi 3, são para um público de mais de 30 mil pessoas que assistem bem próximos dos palcos montados ou em telões (com legendas!) espalhados pelo entorno do Teatro Amazonas.

É minha gente, mas o Brasil é tão grande e poderíamos ter tantos exemplos de sucesso que é até covardia compararmos com uma gestão profissionalíssima e, antes de tudo, a boa VONTADE POLÍTICA como a do MET.
E antes que me chamem de bairrista, obviamente sei que o Palácio das Artes/BH tem ampliado seus títulos com sucesso ano a ano, também o 'renascido das cinzas' Festival de Ópera no Theatro da Paz/Belém continua, apesar de um fortíssimo 'fogo-amigo' contrário (gestão petista, pra variar!).

Mas para que preocuparmos com Ópera, melhor mesmo é ficarmos com a 'nossa' Capoeira devidamente reconhecida como Patrimônio Cultural Brasileiro!
Ah, e por falar nisso cadê o nosso Ministro da Cultura, ele anda sumidinho né?

...

Se joga:
Para ler esta matéria e muitas outras interessantes a senha desta quinzena da Revista Exame é:
KATMANDU, entre no site www.exame.com.br

4 comentários:

geheimnis disse...

obrigado pela senha. e por me atualizar sobre ópera. soube q o vertigem está começando a trabalhar em uma. vai ser algo interessante, não?

viralata disse...

waall!!! ópera com o vertigem?! Tomara que eles levem os 'experimentos' cênicos para o mundo lírico, é disso que estamos precisando por aqui! Imagino que pensando em teatro da Vertigem poderia ser algo parecido como quando o "Fura Dels Baus' dirigi alguma ópera, é sempre incrível! Claro que dependerá do título, veremos.
bjs 'secos' de uma SP que teima em poluir-se,
;)

merthiolatedigital disse...

Oi

Encontrei seu blog no observatório e adorei. Estarei sempre por aqu !

beijos

viralata disse...

Valeu obrigado
Beijo
;)