17 de ago de 2008

À espera do Fênix!

Triste registro do Ivam Cabral (especial para a Uol) bem no início do incêndio. Moro na esquina da mesma rua do teatro, 'o cheiro das histórias' do Cultura ainda está presente pelas redondezas

O incêndio que destruiu o Teatro Cultura Artística nesta manhã em São Paulo não teve vítimas fatais mas TODOS NÓS SOMOS VÍTIMAS quando um teatro acaba, vira estacionamento, fecha ou se incendeia.
Perder um bem público da riqueza de um Teatro traz uma dor irreparável principalmente para nós artistas, mas depois que vi putas, clientes, moradores e curiosos - e muitos - chorando incrédulos diante do teatro percebi que mesmo quem nunca entrou num teatro sentia que havia perdido algo.
Há esperança!

Ao final o que restou foi o painel da fachada do Teatro, assinado pelo mestre Di Cavalcanti em 1950

Nenhum comentário: