19 de out de 2008

Sessão Dupla Mafiosa

Na 'batalha' entre os filmes-máfia italiana "Il Divo" x "Gomorra", ganhou "Il Divo"!

Matteo Garrone diretor de "Gomorra" traça um 'painel' quase documental sobre a máfia napolitana, aliás se fosse documentário seria muito mais interessante, do jeito que está fica um desfile de personagens que sabemos que não terão um bom final. Embora o filme seja 'seco e cru' isso não é razão para sua falta de empatia ao tratar de um tema tão presente não só na política italiana. Faltou cinema e sobraram 'fatos', como disse meu amigo Miguel chegou bem perto de um 'globo repórter'.

Não se deixe enganar pelo 'bello ragazzo' de "Gomorra", essa cena é rápida e o resto é um grande 'globo repórter' sobre a máfia.

"Il Divo" dirigido por Paolo Sorrentino transborda teatralidade e impõe uma 'mis-en-scène' de encher os olhos. Por incrível que pareça os 'fatos' da máfia romana são até mais detalhados, complexos e verborrágicos que "Gomorra", mas nos é apresentado com doses de humor e seriedade só vistos nos primeiros filmes de Tarantino. Sem contar que o filme 'É' Toni Servillo, aqui protagonista absoluto na pele do político sarcástico Giulio Andreotti.
Aliás assistir aos dois filmes, assim numa sessão dupla, além de dar uma dimensão histórica da recente história política italiana, engradece o ator que está praticamente irreconhecível em cada um dos filmes.
A trilha sonora de "Il Divo" é um prazer à parte, você acredita que o diretor ainda volta com o hit dos 80' "dá, dá, dá" pra você sair assobiando no final da sessão!?
Tente assistir, já que o filme ainda está sem data de estréia no Brasil.

Toni Servillo, excelente trabalho de 'composição' em "Il Divo" e também presente em "Gomorra", merece todos os elogios possíveis.

Nenhum comentário: